Papa, capital, protestos e afins

Uma semana onde o Papa anunciou que seu papado será breve. Os 7 dias de protestos pelo território tupiniquin. Um período onde um país árabe anunciou a construção de uma nova capital. A Semana segundo o Homo Causticus

Outra vez 

Em entrevista a rede de TV mexicana Televisa (que é mais poda do que a Globo), o Papa Francisco afirmou que seu papado será breve. Bem, isso é uma má notícia para os liberais e uma boa nova para os conservadores do Vaticano.

Nova Capital

Em uma daquelas conferências para arrecadar investimentos a fundo perdido. O Egito anunciou a construção de uma nova capital política e financeira no subúrbio de Cairo. Bem, vai ver que os generais não gostam da Praça Tahrir ou das pirâmides.

Protestos pelo Brasil

Nesse fim de semana, o Brasil vai ter protesto para todos os gostos. Bem, compareça a uma manifestação perto de vossa senhoria.

Está foi a semana pelo Homo Causticus.

A Lista de Janot

Teori divulga lista com 50 investigados da Lava Jato

Fonte: Folha de S.Paulo

Está semana só teve um assunto. A lista de investigados feita pelo procurador-geral da república, Rodrigo Janot. Oposição e governo estão envolvidos. Que deus nos acuda.

Está foi a semana segundo o Homo Causticus.

Petrobras, Ledezma, Grécia e afins

Uma semana onde a presidente culpou a corrupção de outros partidos. Os 7 dias em que um prefeito venezuelano foi preso por frescurite bolivariana. Um período onde a Grécia assustou os mercados. A semana segundo o Homo Causticus.

O petrolão

O escândalo da Petrobras ganha mais daqueles capítulos de novela das 9. Após dois meses de silêncio, a presidente Dilma Rousseff acusou o PSDB por não fazer as investigações. Será que o tucanato vai soltar os cachorros ou ficar no pianinho?

O negócio

Após dias de tensão, Grécia e a Eurozona chegaram a um acordo para estender o pacote de ajuda financeira. Mas o tom de briga de menino de condomíno ficou com o ministro das finanças grego, Yanos Varoufakis e seu colega alemão, Wolfgang Schaeuble. Vai entender estes dois.

A prisão

Na democracia autoritária venezuelana. O prefeito de Caracas e líder da oposição Antonio Ledezma foi preso por tentativa de golpe contra o presidente Nicolas Maduro. Pergunta que fica: Será que Maduro ouviu o passarinho Hugo Chavez para fazer tal presepada.

Está foi a semana segundo o Homo Causticus.

EFF, Minsk, amendoim e afins

Uma semana onde um país asiático puniu uma executiva por causa da frescurite dos amendoins. Os 7 dias onde café e leite trouxeram a paz na Europa. Um período onde deputados foram expulsos do parlamento de uma nação africana. A semana segundo o Homo Causticus.

O caso amendoim

Os sul-coreanos tem uma justiça rápida pra caramba. Principalmente quando se trata dos adultos mimados que são filhos dos donos de conglomerados familiares conhecidas como Chaebol. Este foi o caso Heather Cho, executiva da Korean Air, que reclamou que os amendoins deviam ser servidos em pratos e não em saquinhos. Ela exigiu que voo voltasse a New York por frescurite. Resultado: um ano de prisão por violar a segurança aérea. Nunca uma comida ferrou a vida de uma mimada.

O café e o leite

Os líderes europeus gastaram a sola do sapato para garantir a paz no continente. O presidente francês François Hollande e seus colegas Petro Poroshenko (Ucrânia) e Vladimir Putin (Rússia) junto com a chanceler alemã Angela Merkel se reuniram em Minsk, capital de Bielorrússia, para negociar um acordo de paz no leste ucraniano. Após 17 horas de negociações, eles chegaram a um entendimento. Pelo jeito, o café e o leite foi combustível das negociações.

Pé na bunda sul-africano

Durante o discurso do presidente sul-africano no parlamento. MPs do partido de oposição EFF questionaram o presida sobre a reforma em sua residência de campo de Nkandla, que foi financiada com dinheiro público. Depois disso, o Speaker (presidente do parlamento) expulsou os membros do EFF. É a democracia sul-africana.

A semana pelo Homo Causticus.

Varoufakis, Williams, Petrobras e afins

Uma semana onde o ministro da finanças grego ouviu não alemão. Os 7 dias em que um âncora yankee foi pego na mentira. Um periodo onde uma estatal petrolífera brasileira está em maus lençóis. A semana segundo o Homo Causticus.

Petrolão

A crise na Petrobras continua firme e forte. Após a queda da presidente da companhia, Graça Foster e de cinco diretores que pediram demissão. Dilminha não teve dúvidas. Ele chamou Aldemir Bedine para assumir o comando da empresa. Mas ele está sendo investigado pelo ministério público por um empréstimo irregular a socialite Val Marchiori. Pelo jeito, estamos bem de executivos.

Varoufakis vai a Berlim

Nunca um ministro das finanças gastou as milhas de viagens pela Europa como o grego Yanos Varoufakis. Ele foi a Londres e Frankfurt para acalmar o mercado. Mas ele esbarrou em seu colega alemão, Wolfang Schäuble. Ambos concordaram em discordar e Varoufakis ficou sem aquele brinde da companhia aérea por cortes de custos.

Lapso de memória

Os âncoras da TV americana estão em um má fase. Hoje, o apresentador da NBC News, Brian Williams se afastou do comando do telejornal após desmentir uma história em que ele estava em um helicóptero da Força Aérea americana que foi atingido por um morteiro no Iraque em 2003. A emissora vai investigar o caso. Ele alega ter um lapso de memória. Isso explica por que os americanos preferem o Super Bowl do que um simples noticiário.

Está foi a semana pelo Homo Causticus.

Crimeia, 747, debates e afins

Uma semana onde o território que fica entre o México e o Canadá decidiu comprar um avião presidencial. Os 7 dias em que Moscou anunciou a construção de uma ponte entre a mãe Rússia e a filha Crimeia. Um período onde a terra da rainha Elizabeth 2º discute os debates. A semana segundo o Homo Causticus.

O jumbo presidencial 

Após muita especulação, o Pentágono anunciou que o Boeing 747-8 será o novo avião presidencial americano. Este modelo é a nova geração de 747. Conhecido como Air Force One, tal máquina voadora estará pronta para uso em dois anos. Será que o presidente do States vai gostar do novo brinquedinho?

Debatefobia 2: O retorno da Irlanda do Norte

Após as redes de TVs britânicas anunciarem que farão debates com os líderes do 7 maiores partidos políticos como Trabalhistas, Conservadores, Liberais-Democratas, Verdes, UKIP, SNP e Plaid Cyrum. O primeiro-ministro David Cameron pediu a participação dos organizações políticas da Irlanda do Norte como o Sinn Fein e DUP. Só que ele esqueceu do partido pacifista Respect. Pelo jeito, a população vai ver estes encontros como boa forma para curar a insônia.

Da Crimea a Rússia

Enquanto o mundo estava atento a Grécia. A Rússia anunciou a construção de uma ponte de 15 KM que liga o continente russo a península da Crimeia. A obra será tocada por um amigo de infância do presidente Vladimir Putin. Conclusão: Ele gosta dos amiguinhos de judô e da KGB.

Está foi a semana segundo o Homo Causticus.

Apagão, trilhão, impostos e afins

Uma semana de apagão no Planalto. Os 7 dias que a Europa vê uma enxurrada de dinheiro. Um periodo de brigas entre Republicanos e Democratas no congresso americano. A semana segundo o Homo Causticus.

O apagão

Segunda-feira foi marcada por um apagão em dez estados e no distrito federal. O governo afirmou que importará eletricidade da Argentina e que tal blecaute foi por causa da demanda. Ou seja, é mais fácil culpar um ar-condicionado do que a incompetência do Planalto.

1 trilhão e nada mais

Após muita expectativa, o Banco Central Europeu anunciou que irá injetar um trilhão de euros na economia até setembro de 2016 via compra de títulos dos governos da Eurozona. A medida tinha resistência da Alemanha. Pelo jeito, temos briga na eurozorra.

Briga nos States

Nesta semana, o presidente americano Barack Obama fez um discurso no congresso, o Estado da União. Ele prometeu taxar os ricos para aliviar os impostos para a classe média. Pelo visto, Republicanos e Democratas terão uma briga feia no Capitólio.

Está foi a semana no Homo Causticus.