Die Nationalelf

Die Nationalelf é um termo em alemão para se referir a seleção. O que vimos na final desta copa do mundo é uma Alemanha unida e que foi capaz de superar as dificuldades com trabalho, persistência e vontade. Nós fomos testemunhas de uma equipe unida, disposta a vencer e fazer espetáculo como um jogo simples e objetivo.

Um time montado desde das seleções de base e com um treinador competente como Joachim Löw. Eles foram incriveis e mostraram ganhar um título com uma equipe esforçada. Tanto na garra de seus jogadores quanto na técnica e na disciplina tática aplicada em campo por jogadores dedicados e experientes junto com uma nova geração.

O gol feito por Göetz no segundo tempo da prorrogação mostrou um alento de uma geração da Alemanha reunificada em 1990 (ano de seu último título mundial). Vimos jogadores de descedência turca como Mesut Özil e ganesa com Jerome Boateng. Esse é um fruto de um pacto entre federação, clubes e governo.

Essa é a nova fase de uma nação traumatizada por guerras e separações que foram cicatrizadas pelo jogo técnico de lendas como Fritz Valter (capitão do título de 1954), Franz Beckenbauer (capitão de 1974) e agora Phillip Lahm e seus colegas coroam está história de lutas, derrotas e vitórias ganhando essa copa de forma brilhante.

A chanceler Angela Merkel nunca se aproveitou políticamente de um título. Sempre foi uma torcedora pé quente. Ela está feliz por representar uma seleção de 81 milhões de torcedores que são fanáticos por seu time e sempre preza por um jogo técnico. Obrigado Die Nationalelf por mostrar está nova face da Alemanha unida e trabalhadora.

Obrigado Alemanha

Bem, este humilde blog sempre teve uma cobertura honesta em relação a Copa do Mundo. Mas hoje, é o momento deste que vos fala desabafar diante de vossos leitores. Há um mês átras, disse em uma web rádio que trabalhava que torceria para a Alemanha. Fui ridicularizado e me chamaram de corneteiro.

Mas hoje, a Alemanha passou o trator por cima de comentaritas ufanistas, pachecos patriotas, jogadores superestimados além de políticos e dirigentes que acreditaram que iriam nos enganar com um apoio estúpido. A Nationaelf enfiou 7 gols em 90 minutos de um futebol maravilhoso e eficiente.

Lembro de uma vez que este que vos posta e meu amigo AVC respondemos um comentário estúpido de um comentarista. Pensamos que a Alemanha iria ser campeã. Mas tal jornalista deve estar com uma dor de cabeça enorme ao ver o escrete canarinho ser humilhado por um time que joga como uma máquina indestrutível.

Agora, você será bombardeado de análises estúpidas criticando a seleção e a estrutura da CBF. Temos que ser honestos e fazer uma opinião que seja independente e que o torcedor acredite desde do começo. Para este que vos fala, nós devemos enaltecer a inteligência alemã neste jogo.

Os alemães fizeram um excelente trabalho para montar um time que joga junto há 6 anos. Quero ver está Alemanha campeã do mundo aqui no Brasil. Temos que agradecer os germânicos por terem dado um soco no estômago em nossa triste realidade. Obrigado Alemanha por fazer o Brasil ser ele mesmo.

Copa 2014: Entre catimba e substituições

  • No primeiro jogo do dia, a Argentina venceu a Bélgica por 1 a 0. Valões e flamencos estão unidos e tristes ao mesmo tempo.
  • Na segunda partida de hoje, a Holanda eliminou a Costa Rica nos pênaltis. É a laranja mecânica nas penalidades maximas com troca de goleiro.

Copa 2014: Só na prorrogação

  • No primeiro jogo do dia, A Argentina venceu o jogo contra a Suiça por 1 a 0 com um gol nos últimos minutos da prorrogação. Que sofrimento
  • No segundo jogo do dia, A Bélgica venceu os Estados Unidos por 2 a 1 com um gol na prorrogação. Teste para cardiácos belgas.