Austrália discute o fim de imposto sobre produtos sanitários

A Austrália está apertando os cintos para controlar o deficit fiscal. Mas a estudante da Universidade de Sydney Subeta Vimalarajah criou uma petição online para acabar com o imposto sobre os produtos de higiene pessoal e sanitários conhecidos como Tampon Tax. A discussão tomou proporções épicas quando o treasurer Joe Hockey defendeu o fim de tal taxa. Mas o primeiro ministro Tony Abbott afirmou que isso não está nos planos do governo e que tal decisão deve ser tomada pelos estados. Pelo jeito, a Austrália tem a cagada mais cara do mundo (no sentido literal).

John Nash

Nos anos 1950, o mundo vivia uma Guerra Fria. Mas um matemático queria propor uma revolução no campo econômico através de seus cálculos. Ele se chamava John Nash. Nash era um prodígio da matemática. Tanto que foi capaz de criar a teoria do jogos, onde os comportamentos dos jogadores eram levados em conta para análise de decisões econômicas. John foi professor do MIT ( Massachussetts Institute of Technology) aos 30 anos de idade. Mas tudo mudou quando começou a sentir sintomas da esquizofrenia paranoide.

Seus delírios e alucinações foram agravadas pela disputa entre as superpotências Estados Unidos e União Soviética. Tanto que foi internado em hospitais psiquiátricos várias vezes contra a sua vontade nos anos 1970. Nash tinha uma grande companheira como sua esposa Alicia. Ela sempre ajudava John nos momentos agudos da esquizofrenia como uma forma de manter a sanidade mental do marido. Estes períodos de internação eram muito traumáticos para uma pessoa tão inteligente como Nash.

Terminado o período de internação, ele começou a dar aulas na universidade de Princeton. Isso ajudou a controlar os delírios que sofria da esquizofrenia através de uma rotina de trabalho. Sua cura feita por ensinar suas teorias para uma nova geração de alunos foi muito importante para a divulgação da teorias dos jogos e o ponto de equilibrio. Isso permitiu que ganhasse o prêmio Nobel de economia em 1994. Seu trabalho acadêmico foi reconhecido por revolucionar o estudo econômico.

Sua história virou um filme. Uma mente brilhante foi o ganhador do Oscar de melhor filme em 2001 tendo Russell Crowe como protagonista da película e interpretando Nash. John não gostava de sua cinebiografia por fazer muita ficção sobre sua vida. Ele não falava de sua esquizofrenia porque se sentia incomodado pela fama. Nash não levava em conta que a fita foi feita para um público leigo em suas teorias econômicas. Seu cérebro privilegiado sempre se preocupou com as contas de matemática.

John Nash e sua mulher Alicia morreram em um acidente de taxi quando foram ejetados por causa do impacto da batida do carro contra o muro de proteção. Se o mundo tem que agradecer as teorias criadas e aperfeiçoadas por John Nash. As homenagens que ele vai receber ao longo do tempo depois de sua morte serão um tributo a um homem que sempre viveu para a matemática. Um ser que enfrentou a esquizofrenia para ter uma vida normal. John Nash é um homem onde o enigma da vida era solucionado em uma simples equação.

Ancelotti é demitido do Real Madrid por causa do ego inflado de Florentino Perez

Não é só o Brasil que demite técnico. Na Espanha, o técnico italiano Carlo Ancelotti foi demitido do Real Madrid pelo fracasso de não conquistar a Champions League e o campeonato espanhol. O craque-celebridade portuga Cristiano Ronaldo agradeceu o ex-treinador do clube merengue. A decisão foi tomada pelo presidente Florentino Perez. Pergunta: Será que o Ancelotti topa treinar o São Paulo?

Eleições pelo mundo

  • Na Polônia, O conservador Andrzej Duda vence o segundo turno da eleição presidencial por 57% dos votos. Problema para os russos e alemães.
  • Na Espanha, nas eleições locais, o partido anti-austeridade Podemos e o movimento anti-corrupção Ciudadanos ganharam votos e podem complicar a vida dos conservadores e socialistas na para a eleição geral no fim do ano. Ou seja, dores de cabeça para o primeiro-ministro Mariano Rajoy.

Ed Balls

Quando um político sofre uma derrota eleitoral. Ele tem duas decisões a tomar: se continua ou não na política. Este é o dilema do ex-Shadow Chancellor trabalhista Ed Balls. Ele perdeu a eleição para o distrito de Leeds. Durante os 4 anos como o contestador da política econômica da coalizão conservador-liberal demoacrata. Balls sempre tinha uma retórica onde criticava a corrosão do poder de compra das famílias e a crise do custo de vida. Agora, ele vai dedicar a sua vida fora da política.

Balls é um daqueles políticos britânicos que perderam as eleições gerais e tiveram que se reinventar como figura importante para a vida. Isso ficou conhecido como The Portillo Moment, quando o secretário de defesa conservador Michael Portillo perdeu no distrito de Enfiled South para o político trabalhista Stephen Twiggy em 1997. Hoje, Portillo é um respeitado comentarista político da emissora pública britânica BBC. Ele tem uma visão apurada sobre as nuances do partido conservador desde de então.

A promessa de Balls de que irá voltar a política britânica não era acertada. Ed deu uma entrevista para a BBC onde disse que vai pensar o que fazer no tempo vago que terá por sua inesperada derrota. Ele deu apoio para sua esposa, a Shadow secretária do interior Yvette Cooper, que vai disputar a eleição para o novo líder do partido Trabalhista em setembro. Tanto que candidatos a líder trabalhista o procuraram pedindo o seu engajamento em suas campanhas, mas ele recusou em favor de Yvette,

O político sempre precisa de uma reinvenção. Balls se preparou para ser um Chancellor of Exchequer ( o equivalente ao cargo de ministro das finanças) desde que substituiu Alan Johnson em 2010. Entre 2011 e 2012, foi uma voz estridente contra a austeridade adotada pelo conservador George Osborne. Mas a economia britânica se recuperou bem com taxas de crescimento em 2013 e 2014. Isto foi fundamental para a vitória dos conservadores nas eleições gerais do dia 7 de maio.

Agora, Balls terá uma vida mais simples. Ele pode ser aquele marido que sempre apoia a sua mulher como foi a relação entre Dennis Thatcher e a primeira-ministra Margaret Thatcher caso Yvette seja eleita líder dos trabalhistas na conferência do partido em Setembro. O papel de Ed pode ser como mentor político de sua esposa. Coisa que Dennis nunca fez durante os 11 anos de Thatcherismo. Mas por enquanto, Ed Balls vai ter que curtir as suas férias forçadas fora da vida política britânica.

PS: O Homo Causticus vai acompanhar as eleições presidenciais na Polônia e a eleição local na Espanha. Publicaremos um boletim as 8 horas da noite.