Luciano do Valle

Posted in Perfil on 19 de abril de 2014 by césar augusto

A melhor homenagem ao narrador que sempre teve o esporte como sua alma é ouvir suas narrações. Obrigado Luciano do Valle

O eterno Bouteflika

Posted in Periscópio with tags , on 18 de abril de 2014 by césar augusto

Ontem, os argelinos foram as urnas para escolher um novo presidente. Na disputa está o atual mandatário Abdelaziz Bouteflika e o oposicionista  Ali Benflis. A questão principal deste pleito é a capacidade do lider argelino de exercer o seu mandato mesmo tendo sofrido um derrame cerebral e aparecer raramente em público.

O político de 77 anos, Bouteflika padece do mesmo mal que assola os líderes autoritários. A tentação de permanecer no poder por tempo indeterminado. Os méritos dele ter conduzido o país a paz depois de uma sangrenta guerra civil entre as forças de seguranças e a guerrilha islâmica.

Depois do ataque a refinaria da British Petroleum no deserto. A Argélia tem aparecido pouco no noticiário internacional. Até hoje, está mal-explicado como foi a atuação das forças armadas argelinas durante a ação terrorista. Isso se deve ao fato do país permanecer em sua eterna democracia autoritária.

O que os argelinos veem em um lider tão debilitado como Bouteflika. Ele não é um cavalheiro da esperança, mas sim um representante do status quo local que se mantém no poder desde da independência do país do domínio colonial francês em 1962 e com as suas lutas internas.

Não sabemos se os 51.7% dos 23 milhões de argelinos que estão aptos a votar decidirão pela mudança representada por Ali Benflis ou na continuidade de Bouteflika. Está decisão será importante para o futuro do país africano. Temos que esperar as notícias vindas de Argel para saber o futuro da Argélia.

Gabriel García Márquez

Posted in Perfil with tags on 17 de abril de 2014 by césar augusto

Macondo, uma cidade ficticia em um país chamado Colômbia. Esse foi cenário de Gabriel García Márquez, que morreu aos 87 anos. Vítima de um cancer que atingia pulmões, figado e ganglios. Ele foi uma figura importante da literatura colombiana e latino-americana com seu realismo mágico.

Gabo, como era conhecido por seus amigos e admiradores. Tinha um estilo literário onde a realidade era o subterfúgio do surrealismo de seu país. Ele escrevia histórias que nos faziam imaginar como seria este mundo tão fantástico se fosse adaptado para os cinemas de todo planeta.

Gabo era amigo de um ditador como Fidel Castro e cumpria tarefas revolucionárias como achar um cachorro da raça Fila brasileiro que pesa mais 80 quilos como foi contada pelo escritor Fernando Moraes a revista Playboy. Ele tinha um carinho enorme pela tal revolução.

Gabo levou um soco de outro grande gênio da literatura latino-americana como o peruano Mario Vargas Llosa por causa de ciúmes. Enfim, uma amizade que se encerrou com um olho roxo e para a tristeza dos amantes das palavras que somos conduzidos ao mundo surreal.

Gabo nos deixa com o dever cumprido de ser uma voz dos anseios e esperanças de uma sociedade tão complexa como a latino-americana. mas ele estará eterno em nossas lembranças como escritor que ganhou um  nobel de literatura e que sempre queria ser um pianista que toca uma música para o casal de amantes dançarem lentamente. Sentiremos falta de Macondo de Gabriel García Márquez.

Um acordo sossega-Putin

Posted in Periscópio with tags , , , , on 17 de abril de 2014 by césar augusto

O inesperado é um fator que surpreende o mundo. Hoje, não foi diferente com o anúncio de acordo entre União Européia, Estados Unidos, Rússia e Ucrânia. A surpresa foi que russos e ucranianos concordaram tanto na questão do desarmamento da milicias pró-Moscou quanto na anistia dos manifestantes que ocuparam os prédios públicos na região de Donetsk.

Esse acordo é inesperado pelas considerações feitas pelo ministro de relações exteriores ucraniano Andriy Deshchytsia e seu colega russo Sergei Lavrov. Enquanto Deshchtysia afirmava que discordava um muitas coisas com os russos, mas eles eram parte essencial do acordo. Lavrov concordava que a Ucrânia deveria fazer reformas.

O Secretário de Estado americano John Kerry afirma que o trabalho não está feito até a implementação do mesmo por ambas as partes. Já a chefe de política externa da União Européia, a britânica Catherine Ashton disse que esse acordo tem passos concretos que possam ser implementados imediatamente.

Mas este acordo tem um objetivo não-declarado, o dever sossegar o faxo do presidente russo Vladimir Putin. Por mais que ele declare que a Ucrânia está indo para o abismo com o conflito entre Kiev e separatistas pró-Moscou. Quem está indo ao penhasco é o líder eslavo com suas política dos tempos da União Soviética.

O acordo feito na cidade suiça de Genebra tem o mérito de preservar o direito dos ucranianos em decidir o seu próprio futuro nas eleições presidenciais de 25 de maio e um provável referendo para resolver as diferênças entre o oeste e o leste do território eslavo. Isso se Putin não se intrometer nessa questão novamente.

Imagens do dia

Posted in Imagens on 17 de abril de 2014 by césar augusto

Imagens do dia – 17 de abril de 2014

Veja as fotos do dia. Fonte: Portal UOL.

Pulitzer 2014

Posted in Midia S.A with tags , on 16 de abril de 2014 by césar augusto

Nessa semana, o Premio Pulitzer foi anunciado. O vencedor entre os jornais e revistas foi o Washington Post junto com a versão americana do diário britânico The Guardian pela reportagem que revelou o esquema de espionagem da agência de segurança nacional (NSA em inglês) que envolvia escutas ilegais de líderes mundiais.

Isso mostra a força do jornalismo investigativo em um tempo de noticias e informação que são divulgadas em tempo real. A investigação feitas por tais jornais através dos dados obtidos pelo ex-analista de inteligência Edward Snowden foi um soco no estomago do governo americano e de sua paranóia arraigada.

O Pulitzer foi corajoso ao premiar tais jornais que desafiaram o status quo americano com uma reportagem séria e fruto de um trabalho de investigação e checagem que levou meses. Isso não seria possível em um ambiente de ampla liberdade de expressão e da cultura de compromisso com verdade que impera nos Estados Unidos e Reino Unido.

A reportagem alertou os cidadãos sobre a sua privacidade sendo violada de forma sistemática e frequentemente. Isto fez uma cruzada em torno das liberdades individuais fossem respeitadas em países onde a democracia tem uma tradição histórica e que os governantes são capazes de reconhecer seus erros.

O trabalho do Washington Post e do Guardian é um sinal de esperança de dias melhores para o jornalismo tradicional com a sua função de fiscalizar o status quo com o compromisso de enxergar a verdade além dos fatos que são divulgados. Uma lição que está tão esquecida nos tempos de pouca privacidade  que vivemos.

Imagens do dia

Posted in Imagens on 16 de abril de 2014 by césar augusto

Imagens do dia – 16 de abril de 2014

Veja as fotos do dia. Fonte: Portal UOL.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 129 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: