Obama goes to Asia

Nestes últimos dias, o presidente americano Barack Obama está fazendo uma visita ao continente asiático. A delegação presidencial passou por Japão, Coréia do Sul, Malásia e Flipinas. A viagem reforça a tese que o líder americano está disposto em adotar a estratégia de conter a influência da China no extremo-oriente.

O fato dos americanos assinarem pactos de defesa com Japão e Filipinas é o sinal dessa nova doutrina militar. Obama está fazendo um jogo de xadrez com a China onde as peças são os países asiáticos, onde se tem disputa de ilhas entre os mesmos. A assinatura de tais tratados são de suma importancia para isso.

Pequim não fez nenhum comentário sobre a viagem de Obama. Parece que ambas as potências econômicas tem uma relação cordial, mas tensa. O governo chinês tem usado um tom nacionalista em disputas territoriais com o Japão como nas ilhas Senkaku. Tanto que Toquio está fortalecendo as forças armadas.

Não basta Obama fazer acordos militares e não fazer uma ofensiva com tratados de livre-comércio. Pequim é uma força importante para a economia asiática com financiamentos em projetos de infraestrutura em tais países. Está atuação se equipara ao papel do banco mundial e do FMI na região.

Obama volta aos Estados Unidos garantindo apoio de aliados importantes no continente asiático para conter a influência chinesa na região. Isso é importante para mostrar que o presidente tem força em sua política externa criticada pela oposição republicana. O líder americano tem uma longa batalha para lidar com a China. Isso é apenas o começo.

Carolina do Sul já sente o quebra-pau das primárias republicanas

O estado americano da Carolina do Sul com o seu eleitorado conservador já sente o clima de quebra-pau das primárias que escolhem o candidato republicano para as eleições presidenciais desse ano.  Tanto que Newt Gingrich ataca o lider Mitt Romney dizendo que ele fala francês (bem, americanos não vem com bons olhos os franceses desde da Guerra do Iraque) em seu anúncios televisivos. O que não fazem para serem o candidato republicano para a corrida contra o Moisés negão Obama para a Casa Branca.

Existe um affair entre Obama e Gilliard?

A imprensa australiana está em pavorosa. Tudo por causa da troca de carinhos entre a premiê Julie Gilliard e o presidente americano Barack Obama. O moisés negão está fazendo uma visita pela Austrália. Será que Gilliard gosta de um negão? A Michelle Obama está gostando disso?

Imprensa especula sobre troca de carinhos entre Obama e premiê australiana

Leiam a materia e veja as fotos; Tirem as suas próprias conclusões. Fonte: Portal UOL.

Obama vai a Europa e a limunise fica no meio do caminho

O presidente americano Barack Obama está fazendo uma vista ao continente europeu. Em Londres, ele foi recebido pelo casal real, William e Kate (Uma forma de aparecer no noticiário internacional). Antes disso, o Moisés negão deu uma paradinha na Irlanda. Quando saia da embaixada americana, a limunise presidencial ficou entalada em uma lombada. O madatário foi retirado do local e entrou em outra viatura. Ele pode dar uma de Moisés, mas a lombada faz questão de brecar isso.

Republicanos e democratas querem explicações de Obama sobre a Líbia

Nos Estados Unidos, o congresso americano quer explicações porque o presidente Barack Obama ordenou os ataques na Líbia sem a consulta do parlamento. O presidente da câmara dos representantes, o republicano Jonh Boehmer,  queria saber o que a resolução defende claramente: proteger os civis ou derrubar o cachorro louco Muammar Kadafi. Tanto que democratas e republicanos querem explicações do negão. Isso que dá fazer uma guerrinha através de um bilhetinho.

Cabral perde oportunidade de ficar calado em recepção ao Obama.

Durante a chegada de Obama no Rio de Janeiro, o governador fluminense Sérgio Cabral elogiou o presidente americano dizendo que os presidentes democratas (partido do presidente americano) tem o bom gosto de visitar a cidade em alusão da última visita de um presidente americano (o republicano George W. Bush) ter sido em São Paulo. Cabral, você não se lembra que o  Bush pai (que é republicano) visitou o Rio de Janeiro durante a Eco 92. Datavênia, ele perdeu uma ótima oportunidade de ficar.

Obama faz discurso para enganar trouxa no Brasil.

O presidente americano Barack Obama fez um belo discurso para enganar trouxas no theatro municipal no Rio de Janeiro. Em um discurso em que cita Paulo Coelho e que fica fazendo um lenga lenga para agradar a platéia (um bando de puxa-sacos), o negão tentou seduzir a população brasileira. Pelo jeito, ele falhou feio na missão.