O caipira cosmopolita

Em 2013, estava em um grupo de descolados de Curitiba no facebook quando a dona do grupo, uma dançarina burlesca nascida em Minas Gerais, me achou chato e prevísivel por ouvir a BBC Radio Four. Volto nesse tema porque lembrei de tal história em uma conversa com uma amiga minha que mora no Rio de Janeiro que ficou impressionada com tal mente aguçada que tenho.

Muita gente que mora em cidades grandes do Brasil tem um certo preconceito com os moradores do interior. Escrevo sobre isso porque convivo com pessoas inteligentes que moram longe das megalópolis como o meu amigo sergipano que escreve roteiros de séries. Ele assiste a aclamada série americana Madmen e entende muito sobre a cultura do sul americano.

No meu caso, eu comecei a assistir a BBC One e BBC Two no fim de 2012. Isso me permitiu ter uma cultura sobre países distantes como acompanhar séries como Last Tango in Halifax e Doctor Who. Sem contar as vezes que assistia o BBC News At Ten e o Newsnight para me preparar para cobrir as eleições gerais no Reino Unido e as desventuras de David Cameron no Brexit.

Mas temos que lidar com tais moradores de metrópolis que ficam assustados quando vossa senhoria fala da coalizão entre conservadores e liberais-democratas no Reino Unido de 2010. Eles ficam se perguntando como um caipira entende sobre Downing Street e Westminster invés de ficar ouvindo as últimas novidades do mundo sertanejo universitário.

Bem, fui deletado do grupo de descolados de Curitiba por razões que nunca saberei. Tempos depois, um amigo curitibano comentou comigo que o pessoal paga de descolado mesmo não tendo uma relação com a cidade dos contos de Dalton Trevisan. Eu perdi os amigos, mas continuei a ser um caipira cosmopolita mesmo assim e não me arrependo disso.