Carpe Diem nos tempos modernos

Semana passada, nosso país estava de luto com a tragédia de Chapecó. Isso forçou muitos amigos meus a terem reflexões sobre o futuro. Principalmente o meu colega blogueiro do jornal gaúcho Zero Hora, Wendell Ferreira que twetted para que todos nós não deixamarmos de realizar os nossos sonhos para depois diante da incerteza do amanhã.

Isso remonta ao conceito do Carpe Diem defendidos pelos poetas arcadistas no final do século 18 influenciados por tal idéia de viver sua vida como se fosse o último dia de nosso ciclo. Eu me deparei com isso quando uma amiga minha me mandou a mensagem de Eu te amo para mim após um amigo dela morrer de forma repentina e ela não poder falar com ele.

O conceito do Carpe Diem floresceu em um momento em que a expectativa de vida era de 30 anos de idade diante de doenças e guerras nos séculos 18 e 19. Mas após o fim da segunda guerra mundial em 1945. A humanidade viveu um longo período de estabilidade mundial junto com o nascimento de uma cultura para os jovens viverem suas vidas sendo donos do próprio nariz.

O carpe diem sobreviveu a autodestruição psicodélica dos anos 1960 e a ressaca da AIDS dos anos 1980. Isso redifiniu uma visão em que a humanidade apostou na longevidade das próximas gerações com a criação de medicamentos fruto de pesquisas científicas. Então surgiu o pensamento do longo prazo para aqueles que desejavam formar famílias ou até mesmo um senso de imortalidade fajuta e de uma eterna juventude.

Agora, vemos uma sensação da incerteza do amanhã pelo fato não sabermos de como será o nosso futuro tanto curto e médio quanto no longo prazo. A vida não é uma planilha econômica com previsões de crescimento sem ter a noção de uma perda no meio do caminho. Portanto, não podemos adiar nada para depois e viver o nosso conceito de carpe diem no mundo incerto como o nosso.

Anúncios

Um comentário sobre “Carpe Diem nos tempos modernos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s