A guerra interna dos trabalhistas

Se a menos de 4 meses atrás, os trabalhistas elegeram Jeremy Corbyn como líder do partido. Mas essa lua de mel durou pouco. A votação do câmara dos comuns para autorizar os bombardeios na Síria criou uma divisão interna na esquerda britânica. Isso ficou claro no excelente discurso do porta-voz de relações exteriores Hilary Benn em favor de tal incursão militar.

O clima é tenso porque a coalizão pacifista Stop the war procurou os parlamentares do partido que votaram a favor da ação militar. Isso irritou a ala mais a direita do partido que foi representada pelo ex-porta-voz da educação Tristam Hunt durante a entrevista ao jornalista Andrew Marr no programa Andrew Marr Show de hoje.

Mesmo após uma votação esmagadora. Corbyn ainda tem resistências dentro do estabilishment trabalhista por temer mais uma derrota nas eleições gerais de 2020. A trégua entre estes setores do partido tem data para terminar caso os trabalhistas não conquistem a prefeitura de Londres nas eleições locais de maio de 2016.

Corbyn tem problemas em lidar com as opiniões contrárias a sua linha política. Invés de adotar uma estratégia mais centrista. Ele ainda insiste em resgatar as raízes socialistas como forma de recuperar o prestígio dos trabalhistas após uma derrota trágica sob a liderança de Ed Miliband nas eleições de maio passado.

Os britânicos estão preocupados com a economia e o referendo sobre a permanência do páis na União Europeia. Por mais que o chancellor of exchequer conservador George Osborne prometeu mais benefícios para a população e um esforço adicional em negociar as reformas com Bruxelas como forma de fortalecer o Reino Unido na política europeia.

Nota-se que o trabalhismo tem perdido terreno e que suas guerras internas vão criar mais problemas diante de um conservadorismo forte. O pior pesadelo para Jeremy Corbyn para as próximas semanas em Westminster.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s