Uma noite no Senado

Em um país bicameral, o poder legislativo tem o Senado (a casa revisora) e a Câmara dos Deputados (que representa a população). Mas hoje, o Brasil acordou com a notícia da prisão do senador Delcídio do Amaral (PT-MS) e do banqueiro e dono do banco de investimentos BTG Pactual André Esteves por obstrução de justiça nas investigações da operação Lava Jato.

Mas a população desta nação ficou acompanhando uma sessão que nós temeríamos por uma pizza. Algo diferente aconteceu na noite de hoje. Os brasileiros que ficam no twitter e no facebook exigiam que o senado aprovasse a manutenção da prisão de Delcídio por uma votação aberta e transparente.

Mesmo com um parecer do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL) que deveria ser obedecido o regimento interno da casa que permite uma votação secreta. Os brasileiros do twitter e facebook queriam que o princípio do voto aberto fosse respeitado como uma forma de preservar a democracia.

Em minha mente, vinha a decepção de 2007, quando uma votação secreta inocentou justo Renan Calheiros. Mas a população não iria engolir mais uma pizza indigesta passados oito anos de tal tragédia tupiniquim. Por mais que os nobres senadores protelassem a sessão com tolas questões de ordem e afins.

Mas ao final da votação, o brasileiro que está cansado de tantas crises políticas pode comemorar a manutenção da prisão de Delcídio. O twitter foi registro de uma rara felicidade entre o congresso e a população. Agora, os brasileiros tem de ficar atentos para os problemas e exigir soluções como nunca antes na história deste país.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s