A doutrina Hollande

Em um país que sofre dois grandes atentados como a França neste ano. A figura do presidente François Hollande pode ser considerado um estadista nos momentos difíceis que a nação francesa vive. Mas a pergunta que fica é se a estratégia de combater o terrorismo e ao mesmo tempo, preservar as liberdades individuais será eficaz de derrotar tal mal.

Hollande conseguiu o apoio da população por sua estratégia de estar pronto caso a França seja atacada. Seu discurso no dia dos atentados de 13 de novembro mostrou o compromisso do presidente francês em derrotar o terrorismo como fez nos ataques de 7 de janeiro deste ano. É uma nova fase do Monsieur Normal.

O presidente francês que é impopular por seu fracasso econômico tem o apoio da população por sua postura sensata diante de atentados terroristas. Mas fica comprovado que não existe uma estratégia militar para derrotar o grupo Estado Islâmico mesmo com o apoio de Rússia e Estados Unidos.

Hollande adota uma postura de mandar tropas francesas em ex-colônias africanas como o Mali em resposta a ameaça terrorista no norte da áfrica. Mas hoje, um ataque a um hotel na capital malinesa que deixou 27 mortos põe em cheque qualquer estratégia em usar soldados para combater terroristas em territórios distantes.

As próximas semanas, Hollande terá que costurar os acordos para que se tenha uma grande coalizão militar contra o Estado Islâmico. Tanto que ele vai viajar aos Estados Unidos e a Rússia para ter apoio para tal empreitada. Isso vai exigir um amplo arranjo diplomático para evitar que a doutrina Hollande não fracasse.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s