A ressurreição de Erdogan

Hoje, os turcos foram as urnas para a escolha de um novo parlamento em eleições antecipadas dado o fato que o partido governista AKP não conseguiu formar um governo de coalizão. O AKP ganhou 316 assentos contra os 134 do CHP (Kemalista), 59 do HDP (representantes da minoria curda) e 41 MHP (nacionaslistas). O primeiro-ministro Ahmet Davutoglu afirmou que a vitória do AKP foi uma vitória da democracia.

Mas é nítido a influência do presidente e fundador do AKP, Recep Tayyip Erdogan. Sua fala dura contra a oposição por não tolerar críticas a seu governo tem criado pesadelos em Bruxelas mesmo com o reinicio das negociações para aceitar a Turquia como membro da União Europeia. Mesmo estando em um cargo decorativo, Erdogan insiste em mudar o sistema de governo do parlamentarismo para o presidencialismo para ter plenos poderes.

Os turcos estão preocupados com isso. Mas o maior temor é recrudescimento do terrorismo do Estado Islâmico. Erdogan tem outro foco, a luta contra a minoria curda que é culpada por causar os recentes ataques terroristas. Mas isso não abalou a população que conseguiu eleger o partido curdo HDP com 10.5% dos votos para ter participação efetiva no novo parlamento e fazer uma forte oposição as pretensões de Erdogan.

A oposição turca acredita que a aceitação da Turquia na União Europeia seria um bom freio as pretensões de Erdogan. Mas o presidente turco transcendeu como líder do povo árabe por conciliar democracia e o islamismo. Mas ele caiu em descrédito no Ocidente por sua obsessão em perseguir aqueles que são críticos ao seu governo como fez nos protestos de maio de 2013 em Istambul contra o fim do Gezi Park para dar lugar a uma construção de uma mesquita no local.

Mesmo tendo maioria no parlamento. Erdogan não tem os assentos necessários para convocar um referendo ou mudar a constituição sozinho. Isso mostra que a população não lhe quis passar um cheque em branco mesmo confiando nele como um fator de estabilidade na Turquia. A vitória de hoje pode reforçar o poder do primeiro-ministro Ahmet Davutoglu, que pode ser a ponte entre os desejos de Erdogan e os anseios do turcos nesse momento conturbado em que o país vive.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s