O discurso de Corbyn

Hoje, a conferência anual do partido trabalhista teve o tão esperado discurso do novo líder do mesmo, Jeremy Corbyn. Sua fala foi uma resposta as críticas vindas dos jornais conservadores britânico como Daily Mirror e Daily Mail junto com as mudanças propostas para reverter os anos de austeridade proposto pelo primeiro-ministro conservador David Cameron durante a campanha eleitoral de maio passado e a fragorosa derrota de Ed Miliband.

Podemos dizer que Corbyn está propondo um novo trabalhismo mais humano nas questões sociais. Surpreendeu a todos ao defender as conquistas econômicas feita durante a era Blair-Brown. Mas não fechou os olhos para os problemas que o Reino Unido passa como o desmantelamento do sistema de bem-estar social proposto por Cameron tão logo foi reeleito primeiro-ministro e com uma crise econômica que continua presente na vida dos britânicos.

Corbyn acenou com mudanças na relação entre os trabalhistas e os nacionalistas escoceses. Ele garantiu que irá ajudar o SNP na remoção da base naval onde fica os submarinos nucleares da classe Trident em entrevista ao programa Andrew Marr Show (BBC One). Isso foi recebido como muita alegria pelo partido nacionalista escocês SNP, que não quer a modernização do sistema de armas atômicas prometidas pelos conservadores.

Ao usar um lema que reforça a honestidade. Corbyn tem um longo desafio de restabelecer a credibilidade de um partido que saiu menor do que entrou nas eleições gerais de maio. Ao afirmar que mais 100 mil crianças não tem casas para morar e outros problemas sociais só mostra que o novo líder trabalhista vai trabalhar para exigir mudanças nos sistema de bem-estar social que tem muito problemas com gastos maiores do que a arrecadação obtida.

Corbyn foi eleito prometendo ser uma alternativa aos conservadores tanto por uma retórica focada nas questões sociais quanto por fortalecer a economia com um amplo plano de renacionalização do setor de transportes. Isso pode criar problemas com os setores do partido ligado ao mercado. Tanto que se teme que Corbyn pode sofrer uma leadership ballot caso os trabalhistas não conquistem a prefeitura de Londres em maio de 2016. Enquanto isso, ainda vemos um simples Corbyn andando de bicicleta como forma de mostrar ser diferente do políticos tradicionais.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s