Um eclipse lunar que nunca vou esquecer

Quando tinha 11 anos, tinha o fascínio de entender a chegada do homem a Lua. Tanto que eu conversava sobre a corrida espacial entre americanos e soviéticos com a minha amiga Jéssica. Era a minha forma de conversar com uma garota. Naquele ano de 1999, o mundo estava vivendo os resquícios da Guerra Fria e perto de um estágio onde a globalização iria permitir a livre circulação de pessoas e mercadorias no mundo inteiro.

Mas esse ano de 2015, onde o mundo se pergunta como lidar com onda imigratórias. Nós paramos um pouco com as nossas neuras para ver um eclipse lunar junto com uma super lua. Era como os nosso desejo de fazer parte de um momento em que quisemos contar as futuras gerações sobre como a humanidade que sempre lidou com os conflitos insanos foi capaz de parar com as suas neuroses para ver um movimento celestial.

Era se valesse a pena ver um momento onde os corpos celestes como a Lua protagonizasse seu esplendor de se esconder diante de nós e sermos capazes de contemplar o momento que tanto esperamos por nossas vidas. Mesmo nós termos pouco conhecimento sobre astronomia. Era espantoso em ver aquela Lua que encantou Neil Armstrong, Buzz Aldrin e a humanidade que assistia tal momento nas televisões do mundo todo em 1969.

Ver um eclipse é uma experiência única de nossas vidas porque não sabemos se estaremos vivos para ver um momento tão importante. Ao estar com o meu celular e contemplar o momento ao som de Frank Sinatra, Andy Williams e Oasis. Me fez refletir sobre as minhas conquistas ao longo de nossas vidas e lembrar de como é gostoso ver um momento histórico com H maiúsculo diante de nossos olhos e preservar isso em um texto.

Chegando a cripta-escritório, pensando em minha amiga Jéssica. Não sei se ela vai ler um texto deste que vos posta. Mas vou enviar mesmo assim como uma maneira de lembrar um momento onde nós conversarmos em nossa inocência de pré-adolescentes que ainda não sabiam sobre a vida adulta. Hoje, ela é uma doutora enquanto este que vos posta é um simples observador da humanidade que conta a história de um eclipse lunar que nunca vou esquecer pro resto da minha vida.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s