Uber

Quando temos uma mudança no modo que consumimos os serviços. Sempre terá uma resistência que representa a insegurança e inútil. Esse é o caso do aplicativo de caronas pagas Uber, que está sendo criticado por taxistas de Paris, Rio de Janeiro e São Paulo. Os legislativos municipais de tais cidades estão aprovando leis que proíbem o uso do Uber só para agradar um lobby que não deseja uma concorrência que presta um bom serviço.

Por mais que a prefeitura do Rio prometa um aplicativo para concorrer com o Uber. Sinto que vai ser um tiro no próprio pé onde o estado atua tanto no papel regulador quanto no protagonismo de proteger empregos que sacrifiquem a qualidade do serviço. Sempre leio os posts de minha amiga Júlia reclamando do serviço de transporte prestado pela cidade maravilhosa tendo que ficar a noite em casa de amigos para chegar a sua casa de forma segura.

Lembro da posição do meu amigo professor Marcus Vinicius que já experimentou o Uber em viagens para fazer as palestras que ministra para acadêmicos que se interessam em estudar o Brasil e aprovou o uso do aplicativo. O sucesso do Uber vem do fato de ter um contato direto entre usuários que possam oferecer um bom serviço com um preço acessível. Tanto que o pré-candidato republicano Jeb Bush usa o Uber em suas viagens nos Estados Unidos.

Mas como um país como o nosso que vive um capitalismo primitivo. Os políticos tentam vender um ar de modernidade que não corresponde com a realidade de uma população que compra um carro para não depender do transporte coletivo. Ainda não assimilamos um maneira onde a inovação que possa responder as demandas de um público que exige bons serviços que não são oferecidos pelo estado como é uma obrigação constitucional.

Se queremos que o capitalismo evolua no Brasil. Temos que aceitar o uso de um simples aplicativo como o Uber. Não devemos aceitar regulações ultrapassadas que não permitem uma evolução do serviço prestado pelo estado. O usuário sabe os prós e contras do Uber. Cabe apenas ao cidadão a decisão de usar uma carona paga ou pegar um taxi. Mas não podemos falar disso perto de um taxista que teme a concorrência de um programa de celular.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s