Jon Stewart

Na história da televisão americana, os âncoras são o bastião da credibilidade e os homens mais honestos em que um americano pode confiar. Durante a Guerra do Vietnã, o apresentador da CBS News, Walter Cronkite era um guardião do bom senso ao criticar a ofensiva militar de seu país em um território distante. Ontem, Jon Stewart entrou no panteão dos seres honestos por falar de política com um senso de humor ácido nunca antes visto na nação que fica entre o Canadá e o México em seu programa Daily Show (Comedy Central).

Durante 16 anos (1999 a 2015), ele foi um ser que desafiou as convicções políticas de conservadores e liberais, democratas e republicanos e afins com uma opinião ácida sobre o noticiário. Stewart foi humilde ao falar do heroísmo do bombeiros e policiais de New York durante os atentados de 11 de setembro de 2001. Jon foi o primeiro âncora a criticar a Guerra do Iraque em um momento em que a mídia americana estava encantada com o então presidente George W. Bush e sua feroz defesa da democracia ao invadir um país distante para derrubar um ditador como Saddam Hussein.

Os americanos acordaram de seu sono eterno ao ver uma pessoa como Stewart fazendo piadas de Bush. Um que apostou no âncora foi Barack Obama. Ele sempre foi entrevistado por Jon, que nunca foi um partidário de suas políticas como o Obamacare. O New York Times revelou na semana passada que Jon se encontrou com o Obama duas vezes durante o mandato do presidente democrata. Os assessores de Barack viam em Stewart como um novo Walter Cronkite por sua honestidade.

Stewart travou uma guerra contra o canal de noticias Fox News. Enquanto a Fox sempre manipulava as noticias para atender o interesse dos Republicanos. Jon sempre fazia piadas sobre a emissora. Tanto que na última segunda-feira, ele fez uma das melhores sketchs sobre si mesmo e seus encontros com Obama, que foram explorados de forma sensacionalista pela Fox News, Os conservadores devem estar agradecendo pela aposentadoria de Stewart por ser o seu pior pesadelo midiático.

Neste ano de aposentadorias como a de David Letterman. O show business americano vai sentir a falta de Stewart e suas tiradas ácidas sobre a política americana. Tanto que Obama em sua última participação no Daily Show falou que Stewart está saindo antes de ele completar seu mandato presidencial. A maior lição que aprendemos com Jon Stewart é que se tem algo errado, devemos falar sobre isso. Assim, os Estados Unidos ficam na saudade de ver e ouvir sobre as palavras de um âncora como Jon Stewart.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s