A questão BBC

Em 1932, o rei George V promulgou uma royal charter (decreto real) criando um serviço público de rádio, a BBC. Tal organização teria a missão de preservar a língua inglesa e informar os britânicos tanto residentes no Reino Unido quanto colonos na vasto império britânico através da BBC Empire Service. Passados mais de 80 anos, a emissora pública britânica está prestes a enfrentar o desafio da renovação de sua licença pelo parlamento em 2016. As negociações entre os diretores da BBC e o governo já começaram.

A BBC é uma instituição nacional dos britânicos com quatros emissoras de TV e 9 rádios nacionais além dos serviços internacionais em 27 idiomas. Toda qualquer discussão sobre a renovação do decreto real que criou a mesma é uma batalha política-comercial. Muitos jornalistas e executivos tem rejeitado a nomeação de John Whittingdale para o cargo de secretário de Cultura. Ele é conhecido por suas críticas a corporação e tem apoio dos jornais de linha conservadora para conter a influência do jornalismo feito pela BBC.

Mas o relatório Green Paper indica que a BBC pode ser superada por seus concorrentes privados como a emissora privada ITV, o canal de notícias Sky News e pelo provedor de internet BT além da entrada dos serviços de streaming Netflix e Amazon Prime como foi relatado pelo colunista de mídia do jornal The Guardian, Stephen Hewlett. A pressão de MPs conservadores para que a BBC mude a sua orientação de corporação de produtos de entretenimento e informação para apenas uma prestadora de serviços públicos é enorme.

Em entrevista ao programa The Andrew Marr Show (BBC One) semanas atrás, o diretor-geral Tony Hall reafirmou que irá defender os interesses da corporação além de preservar o status que a BBC conquistou ao longo dos anos. A grande questão é o modo de financiamento. A BBC depende dos recursos vindos do pagamento para a taxa chamada License Fee, onde os britânicos pagam 145 pounds para ter o direito de ter um aparelho de TV em casa. Isso é uma garantia de independência da empresa pública.

Nos últimos anos, a BBC sofre críticas por causa de gastos exagerados com o pagamento de indenizações a seus executivos que ficam na casa de centenas de milhares de pounds. A proposta da corporação de fortalecer o seu serviço de internet, o BBC Iplayer, em caso de fechar a BBC Three ainda está sendo analisada. A questão de manter a sua influência na vida dos britânicos é essencial para a corporação. A BBC é uma instituição cujo o destino é decidido tanto pelos políticos quanto pelo espectador.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s