Faça você mesmo

Nos anos 1970, o Reino Unido foi testemunha da explosão do punk rock com a ascensão do Sex Pistols e The Clash. O lema de tais grupos era o lema “Do it Yourself”. Uma frase que significa que faça você mesmo. Mas como a humanidade que fica de picuinha sobre o vizinho ou dando likes no facebook não faz algo que tenha orgulho e fora do mundo online e das redes sociais. Basta ter um simples canto como uma biblioteca, um cômodo de sua casa ou um local no trabalho para construir algo que sempre planejou ou um sonho.

Mas sempre temos aqueles pensadores que afirmam que a humanidade está a beira de um precipício. Isso não ajuda a resolver um problema onde a mediocridade está em proporções epidêmicas. Se o planeta precisa do progresso dos engenhos inventados pelo ser humano para ter uma vida melhor. Temos que permitir que essa ideia prospere. Mas no mundo atual, isso é difícil de acontecer com o jornal que vive no nº zero no novo livro do escritor italiano Umberto Eco, Número Zero.

Lembro que a humanidade não é um bando de ovelhas sendo conduzidas por um pastor. São pessoas que tem um desafio de arriscar para ser você mesmo ou amargar a frustração da mediocridade e covardia. O faça você mesmo não é ensinado em um livro de autoajuda ou por um filósofo desencantado com o destino do mundo que vive, mas não faz nada para mudar tal panorama. Parece que vivemos um dilema filosófico onde não temos escapatória onde a capacidade de adaptar a um cenário adverso é a solução para os nossos problemas em que esquecemos de ser nós mesmos em algum lugar de nossa mente.

Será que nós esquecemos que podemos ser capazes de lidar com os eventos inesperados de nossas vidas. Quando vejo pessoas se apegando a coisas como se fosse uma muleta psicológica porque não seriam capazes de navegar em um mar revolto. Temos que fazer uma autocrítica onde reconhecemos as nossas limitações, mas fazemos um juramento em que vamos nos superar para resolver a situação problemática em que vivemos para termos uma vida melhor e ensinar para os nossos filhos e netos.

Esse desejo de você fazer as coisas com as suas próprias mãos é o nirvana das liberdades individuais que foram conquistadas as duras penas e defendidas como se fossem a esperança por um planeta melhor sem apelar para as ideologias manipuladas por cidadãos que se acham inteligentes só por ter um vasto conhecimento sobre um determinado assunto. Se o ser humano quer ter uma vida melhor. Não é preciso um guia de soluções práticas. É só lembrar do lema punk Faça Você Mesmo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s