Reem

Hoje, a chanceler alemã Angela Merkel participou de um debate sobre a imigração. A garota palestina Reem, de 13 anos, falou que pretende estudar na Alemanha. Mas Merkel disse que o país não pode atender todos os pedidos de refúgio e asilo. Isso fez que Reem chorasse em público. Ao perceber isso, Merkel foi consolar a pobre menina afirmando que ela é inteligente e que tem um futuro brilhante. Este simples gesto mostra quão complicado é o debate sobre a imigração no território europeu e suas consequências em tais países do velho continente.

Merkel é apelidada de Mutti (mãe em alemão) pelo seu jeito simples de lidar com as coisas. No vídeo, logo que percebeu que Reem teria que abandonar o futuro brilhante na Alemanha para voltar a incerteza de um campo de refugiados no Oriente Médio. A menina palestina pensou nos longos anos de sofrimento até conseguir uma certeza de uma vida melhor. A chanceler alemã foi honesta ao tranquilizar Reem afirmando que o país não tem como receber mais refugiados vindos do Oriente Médio e do norte da África.

A família de Reem mora na Alemanha, mas não conseguiram o direito de permanecer no país de forma permanente. A Alemanha é um dos países que mais recebe refugiados e imigrantes na Europa. Mas diante de uma crise humanitária no mar Mediterrâneo. A discussão sobre os pedidos de asilo feitos por imigrantes que são resgatados pela força-tarefa da entidade tem feito uma pressão para que os países europeus concede asilos temporários para que tais pessoas procurem um emprego nos países da União Europeia.

Mas com um cenário de crise econômica na Eurozona e a ascensão dos partidos eurocéticos e anti-migração mostram que a política de imigração precisa ser reformulada. Por mais que proposta como as cotas de imigrantes ou reforçar o controle sobre as fronteiras de países-membros como a Hungria, que pretende construir um muro em sua região fronteiriça com a Sérvia ou as medidas britânicas de restringir a livre circulação de pessoas vindas de países-membros de União Europeia.

Muitos internautas criticaram Merkel por ter sido sincera em sua resposta a Reem. Mas ela não enganou Reem sobre o seu futuro. A grande questão é como a União Europeia vai agir para conter a crise humanitária diante de uma nova leva de imigrantes que estão fugindo das guerras, crises e de países com vários problemas sociais. Reem quer estudar em uma universidade alemã além de falar um alemão fluente. Agora, os alemães querem que a sua Mutti acolhe a família da jovem Reem.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s