Modi e os soldados de terracota

Semana passada, o primeiro-ministro indiano Narendra Modi fez uma visita a China, Mongólia e Coréia do Sul. O destaque não foi algum entendimento comercial entre Pequim e Nova Delhi. Mas sim o estilo de Modi ao usar um óculos modelo Matrix durante a visita ao museu de Xian, onde estão os soldados de terracota (estátuas de areia local) e postar uma selfie com o seu colega chinês Le Keqiang. Mas o que isto significa para o futuro diplomático entre China e Índia para os próximos anos sob o governo Modi.

As previsões de crescimento para a economia indiana para os próximos anos superam as projeções econômicas chinesas no mesmo período. Isto significa que a Índia vai crescer mais que a China. Pequim busca consolidar as relações diplomáticas com o vizinho com um bilhão de habitantes como uma forma de manter o aquecimento da atividade econômica enquanto Modi procura novos parceiros para investir em um país cuja a atração de investimento externo é de vital importância para recuperar o prestígio perdido na era Mahmohan Singh.

Modi quer mostrar uma Índia pronta para uma ampla abertura de sua economia para o capital externo. Ele quer levar a prosperidade que tanto prometeu em sua campanha eleitoral no ano passado. Como ministro-chefe do estado de Gujarat, Narendra fez reformas pró-mercado. Mas como primeiro-ministro, ele tem conseguido impor uma agenda capitalista para que o elefante indiano possa estar fortalecido para uma era de crescimento acelerado tanto com capital próprio quanto por financiamento externo.

Os indianos estão fortalecendo os laços com os parceiros asiáticos. Um simples selfie de Modi com Keqiang ou a foto do premiê usando vestimentas típicas da Mongólia e tendo um cavalo como presente reforçam a tese que a ofensiva indiana tem sido bem sucedida. Narendra tenta mostrar que é um ser carismático entre os jovens para recrutar os futuros líderes do BJP com essas ações além de sair da zona de conforto de seu apoio popular entre as classes menos favorecidas com o boom econômico indiano dos anos 1990.

Com um parlamento sob o controle do BJP. Modi pode realizar as reformas necessárias para fortalecer a economia indiana e estabelecer uma política externa independente tendo Delhi tanto como um parceiro dos Estados Unidos quanto um país confiável para os investimento chineses. Essa jogada é muito precisa para o futuro econômico do país em meio ao desaquacimento econômico de Pequim e a ofensiva diplomática dos Estados Unidos na assinatura do acordo comercial do pacífico. Isso acontece enquanto Modi visita os soldados de terracota.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s