A voz do eleitor britânico

Hoje, a BBC One realizou uma edição especial do programa Question Time com os três principais líderes partidários. O trabalhista Ed Miliband. O conservador David Cameron e o liberal-democrata Nick Clegg. O formato do mesmo permite que a plateia faça perguntas aos convidados. No caso de hoje, os candidatos a vaga de primeiro-ministro. A composição do público foi feita em base de pesquisas entre os eleitores indecisos e pessoas que apoiam tais postulantes ao cargo. Isso foi muito interessante para os britânicos.

David Cameron foi o primeiro a responder a bateria de perguntas dos eleitores. Ele mostrou lidar muito bem com o público. Mas focou apenas em três assuntos: o referendo sobre a permanência do Reino Unido na União Europeia, as reformas no sistema público de saúde e a economia. O primeiro-ministro mostrou uma carta de um membro do último governo trabalhistas onde dizia que o governo não teria dinheiro em caixa. No final de sua participação, Ele afirmou que a votação popular sobre a UE é um ponto crucial para se formar um outro governo de coalizão.

Já Ed Miliband foi mais questionado pelo público por suas posições. A questão de como controlar o deficit fiscal e sanear as contas públicas foi o mote de sua participação. Ele ouvia atentamente os eleitores e respondia a cada um usando o artifício de citar o primeiro nome do mesmo para dar uma resposta convincente.  Mas a plateia lhe perguntava sobre a questão da confiança do eleitorado em um novo governo trabalhista e sobre uma provável aliança com os nacionalistas escoceses, que foi negada por Miliband.

Nick Clegg foi muito questionado por sua promessa de campanha em 2010 onde prometeu não cobrar as mensalidades nas universidades britânicas. Mas quando se uniu a David Cameron para formar a coalizão conservadora-liberal-democrata. Isso não foi para frente. Ele defendeu a permanência do país na União Europeia e o aumento no orçamento para a educação nos próximos cinco anos. Questionado com qual partido os liberais-democratas poderiam se unir após a eleição do dia 7. Ele deixou uma opção em aberto.

O que se pode avaliar deste Question Time é que vimos um Cameron confiante. Mas ele terá um trabalho duro para ter uma maioria suficiente para governar sozinho. Ed Miliband recuperou terreno nos últimos dias sendo honesto com eleitor ao afirmar que não irá fazer uma revolução em seu governo enquanto Clegg reforça o seu papel de kingmaker para um futuro governo trabalhista ou conservador. Mas essas questões serão respondidas no dia 7 de maio. Quando a voz do eleitor britânico será ouvida.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s