Como entender os Beatles pelas entrevistas da Playboy

Meu amigo Eder é dono de um site especializado na revista Playboy. Sua obstinação de fornecer um bom conteúdo para os fiéis leitores da publicação como este que vos posta é nítida. Nos últimos meses, o site Inside Playboy Br tem postado as entrevistas feitas por personalidades como os integrantes da banda de rock Beatles como John Lennon e Paul McCartney e suas respectivas esposas como Yoko Ono e Linda Eastman. Lennon deu a sua última entrevista antes de ser assassinado em dezembro de 1980 enquanto Paul falou sobre isso em novembro de 1984.

O fim dos Beatles significou o término de uma era romântica onde os jovens queria a liberdade para ter suas as próprias escolhas sem ter a interferência de parentes. Quando a banda britânica foi se apresentar ao programa de tv de Ed Sullivan em 1964. Criou-se a Beatlemania. Mas tal fenômeno criou problemas familiares como a separação da primeira esposa de Lennon, Cyn e a distância de seu filho, Julian. Paul precisava desabafar sobre a sua relação com seu grande amigo George Harrison.

Lennon e McCartney sempre tiveram uma relação bastante complicada além do fato de terem esposas muito influentes como Yoko e Linda. Nas entrevistas era notório a participação de tais mulheres na vida destes homens desesperados por uma alma acolhedora. Depois do fim do Beatles. Lennon virou um ativista político que enfrentou o governo americano através de um pacifismo anti-guerra do Vietnam enquanto Paul criou a sua própria banda chamada The Wings para seguir a sua carreira solo.

O fato de Yoko ter sido uma influência para Lennon assim que Linda foi para Paul é vital para entender como uma banda de rock pode acabar por uma simples guerra de egos. Ambos elogiaram seus companheiros de banda como Ringo Starr e George Harrison. Lennon criticou Harrison enquanto Paul lembrava dos tempos de colégio onde George seria fundamental para a sonoridade da banda. As raízes de Liverpool sempre foram citadas por Paul e ignoradas por John dado os traumas de não ter sido criado por uma família normal.

Para muitos fãs de Beatles. A banda deveria ter sido mantida mesmo com as brigas de John e Paul. Mas é nítido que o fim estava consolidado. Muitos ainda imaginam um Lennon vivo em um mundo onde as suas letras pacifistas soam com um sinal de lucidez. Paul perdeu a sua amada Linda para um câncer em 1999. Quando Harrison morreu do mesma causa em 2001. Nós ainda tínhamos uma esperança de um concerto. Mas o máximo que temos para lembrar desta banda são as entrevistas de Lennon e McCartney para a Playboy;

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s