Marcus e a política britânica

Meu amigo e professor da FAAP Marcus é um ser que se informa sobre o mundo para ensinar os alunos do curso de relações internacionais. Este que vos posta conversou com ele sobre a entrevista que o primeiro-ministro britânico David Cameron deu para o The Andrew Marr Show (BBC One). Cameron defendeu que o partido conservador pode ter a maioria suficiente para governar sozinho na próxima legislatura do parlamento britânico após as eleições gerais marcadas para o dia 7 de maio.

Ele não teria a missão de levantar cedo como este que vos posta faz sem nenhum problema. Acompanhei o Andrew Marr Show com o dever de contar a minha visão sobre a campanha eleitoral britânica. Cameron defendeu que o partido tem que conquistar mais 23 assentos para ter a maioria suficiente para governar sozinho. O primeiro-ministro afirmou a sua intenção com volta da política do Right-to-Buy, que permite as famílias o direito de compra de casas construídas pelo estado britânico além da abertura do capital do banco Lloyds, que foi estatizado em 2008;

Uma entrevista importante foi da first-minister escocesa e líder do partido nacionalista escocês (SNP), Nicola Sturgeon. Ela afirmou que não vai propor a realização de um outro referendo sobre a independência da Escócia. O fato que o SNP poder fazer uma grande performance com a eleição de 43 parlamentares em Westminster. A questão é como o SNP irá se comportar em um governo de coalizão com os trabalhistas, que tanto rejeitam qualquer tentativa de negociação por temer mais perdas na Escócia. Já o secretário de negócios, o liberal-democrata Vince Cable afirmou que os conservadores não irão ter uma maioria suficiente para governar na próxima legislatura.

A questão Lloyds domina está manhã de domingo no Reino Unido. O banco foi estatizado no governo trabalhista de Gordon Brown para salvar a economia britânica da crise financeira de 2008. Se Cameron afirmou que quer o dinheiro do contribuinte de volta será por meio de venda de ações do grupo bancário após a eleição em Maio. Isso pode mostrar como a questão econômica poderá influencia a escolha do voto britânico nos próximos dias em cenário conturbado e imprevisível.

Meu caro amigo Marcus, quando você acordar para ler este humilde post. Você estará bem informado sobre o cenário político britânico. Eu acordo cedo para me informar sobre o mundo político da terra da rainha Elizabeth 2º. O trabalho de informar aos amigos sobre os fatos de um país tão distante de nós que a imprensa não consegue acompanhar de forma intensa. Espero que Marcus esteja de bom humor e ver que este que vos posta sempre está atento para falar sobre a política britânica.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s