O fator SNP

No Reino Unido, a grande questão é como irá se comportar o eleitorado escocês. A Escócia tem sido fundamental para um futuro governo de coalizão tendo o nacionalista SNP como fator essencial para uma eleição tão acirrada. O partido que deseja duas coisas: a permanência do Reino Unido na União Europeia e a recusa de sediar o novo sistema de defesa nuclear que está substituindo o misseis e submarinos nucleares Trident. Isso foi o tema dos debates realizados ontem e hoje no território britânico.

O foco principal do embate foi o confronto da first-minister escocesa Nicola Sturgeon (SNP) e o líder do Scottish Labour, Jim Murphy. Além da participação de Willie Rennie (Scottish Liberal Democrats), David Coburn (UKIP), Patrick Harvie (Scottish Green) e Ruth Davidson (Scottish Conservatives). O debate se concentrou na questão do referendum. Sturgeon foi questionada várias vezes sobre um nova votação sobre a independência do país caso o SNP vença nas eleições locais de 2016.

Sturgeon afirmou que vai realizar um novo referendo caso a situação política exija tal votação. O que fica claro é que isso só pode ocorrer caso os conservadores vençam as eleições em maio e defendem a realização de um referendum sobre um eventual acordo sobre a permanência do Reino Unido na União Europeia em 2017. O líder conservador David Cameron defende tal tese que é rejeitada na Escócia com veemência pelo SNP. As previsões de uma coalizão trabalhista-SNP podem evitar isso.

Outra questão é renovação do sistema de defesa nuclear Trident. Tanto Sturgeon quanto Murphy rejeitam tais mudanças e que a Escócia seja a base de submarinos e misseis nucleares. Na edição de amanhã do jornal The Times, o secretário de Defesa Michael Fallon afirma que a decisão sobre o novo Trident não deve ser tomada pelas urnas. Fallon disse que o tal armamento pode tanto defender coletivamente o Reino Unido e a Escócia de forma coletiva com a introdução de tel poderio bélico atômico.

Durante os debates da STV (emissora do grupo de TV ITV) e da BBC One Scotland (que realizou o debate de hoje). O que fica claro que trabalhistas e nacionalistas terão um duro trabalho de convencer o eleitor escocês sobre qual partido deve justificar o seu valioso voto. Com um parlamento tão fragmentado. A real opção de se formar um governo de coalizão entre os dois partidos fica nítido. Mas o grande embate que vimos nestes debates será o fator SNP será importante em Westminster.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s