We shall overcome

Em 7 de março de 1965, era um dia com o tempo ameno em Selma, no estado americano do Alabama. Mas ver mais de 600 pessoas em uma ponte para exigir direitos iguais para os negros. Era uma coisa impensável para mim. Eles queriam votar enquanto os brancos estavam determinados manter os status quo de um país que amava a liberdade, mas tinha um racismo institucionalizado.

Quando soube que as manifestações pacíficas em Selma tinha terminado com uma repressão violenta da polícia. Me vinha a mente as mortes do manifestantes anti-apartheid em Sharpeville (África do Sul, 1960). Mas a polícia tinha uma truculência onde a população negra estava determinada a mudar isso com uma simples caminhada em uma ponte em Selma.

Todos que ouviam o rádio sabiam do ocorrido. Desde do simples morador até o presidente dos Estados Unidos, Lyndon Jonhson. O motivo da marcha era exigir o direito de voto aos negros. Mas os americanos se perguntavam como o sul do país era tão retrógrado em repelir qualquer tentativa de mudança nas leis para por um fim ao racismo institucionalizado.

Para mim, Selma foi um ponto importante para a conscientização sobre os direitos civis por que teve uma consciência que a violência não resolve os problemas que possam ser solucionados pelo dialogo. Quando parecia que veríamos um sul mergulhado no mar de sangue. Lyndon Johnson fez um discurso tão sensato que terminava como uma frase: We shall overcome (nós triunfaremos).

Quando ouvi as palavras de um presidente de origem texano. Percebo que os negros tinham vencido sem disparar uma bala. A Voting rights act foi aprovada em 1965 permitindo que a população negra o direito a voto. Para mim, Selma virou um local mítico onde o pacifismo foi capaz de triunfar em meio a insensatez das armas. We shall overcome.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s