Boris Nemtsov

Ontem, os moscovitas se despediram do ex-vice-premiê e líder da oposição Boris Nemtsov. Ele foi morto após ser atingido por quatros tiros perto do Kremlin na sexta-feira passada. Nemtsov iria liderar uma grande manifestação contra o presidente Vladimir Putin neste domingo. Mas o protesto virou uma cerimônia de críticas ao mandatário russo e um amplo pedido que uma investigação seja feita para levar os assassinos a cadeia. Mas o que isso significa para o futuro de um país estagnado como a Rússia.

Putin tenta criar uma atmosfera patriótica em torno de seus atos como o apoio aos rebeldes ucranianos. Ele defende o grande império russo como nos tempos da União Soviética. Ele não permite a existência de uma oposição crítica ao seu ponto de vista imperialista. O recente acordo de paz entre Kiev e Moscou impede que a Ucrânia possa pedir adesão a Otan ou a União Europeia como uma certa forma de impedir o avanço da influência ocidental nas gélida estepes eslavas e adjacências.

Nemtsov prometeu que iria revelar um dossiê sobre a participação russa no conflito ucraniano. Sua namorada teme represálias e afirmar que quer sair do país. Ele é mais um político oposicionista que foi morto nos últimos anos. O temor que a investigação de seu assassinato não ande como o desejado por países ocidentais. Outro crítico ao Kremlin, o blogueiro Alexei Nalvany, esta sob prisão domiciliar por descumprir uma ordem judicial já que fora condenado por crimes financeiros.

Neste momento, a economia russa passa por uma grande recessão. A cotação do rublo cai de forma desesperadora para o temor do Kremlin. O banco central russo está queimando suas reservas em dólares para evitar o derretimento da moeda russa. A ascensão de figuras importantes da oposição como Nemtsov, o enxadrista Gary Kasparov e o grupo de punk rock Pussy Riot mostra um certo descontentamento de uma população com um governo autoritário exercido pelo presidente Vladimir Putin.

A morte de Nemtsov permite uma onda de indignação contida nas milhares de pessoas que foram ao velório ontem. Eles perderam o medo através do silêncio provocador e crítico aos atos de Putin. A população quer respostas que o Kremlin não pode dar para evitar um clima de desconfiança nas instituições russas. Cada vez mais o ar de insastifação perdura em Moscou de maneira interessante. Este é um momento onde os russos perguntam: Quem matou Boris Nemtsov? Mas a resposta não virá tão cedo como se imagina.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s