Freedom Ride

Em fevereiro de 1965, um grupo de 29 estudantes universitários da universidade de Sydney formaram uma caravana que percorreu o norte do estado australiano de New South Wales. Tais pessoas lideradas pelo ativista aborígine Charles Perkins convidaram crianças e adolescentes aborígines para irem juntos a lugares públicos como piscinas, cinemas e parques nas cidades de Dubbo, Walgett, Moree, Bowraville e Kempsey. Este ato foi grande importância para mudar as relações inter-raciais na Austrália.

Em 1967, um referendo sobre a inclusão dos aborígines na contagem da população foi feito. O sim venceu e iniciando uma revolução entre a relação entre brancos e indígenas. Isso se intensificou com o governo do primeiro-ministro trabalhista Gough Whitlam em 1972. As tribos foram reconhecidas como parte integrante da população local e tiveram acesso a serviços governamentais. Mas Whitlam não pode continuar com seu trabalho por não ter maioria no parlamento. Ele foi demitido pelo governador-geral em 1975.

Em 2007, o então primeiro-ministro trabalhista Kevin Rudd pediu perdão aos aborígines sobre as leis segregacionistas como a adoção de bebês aborígines por famílias brancas. Em 2013, Rudd prometeu fazer um outro referendo que propõem o reconhecimento da população indígena como primeiros representantes do povo australiano. Com a vitória dos conservadores nas eleições federais daquele ano. O novo premiê conservador Tony Abbott afirmou que vai realizar um referendo em 2017.

Neste momento, os aborígines lutam por uma campanha de conscientização sobre a sua importância na formação da nação australiana. Isso criou uma consciência na população de origem britânica que colonizou o país. Enquanto a Austrália tinha uma segregação contra os indígenas. A Nova Zelândia iniciou uma política de cooperação entre a maioria branca e as tribos maiori. Isso permitiu uma criação de um arcabouço constitucional que evitou uma segregação social para a população local.

A discussão em torno da mudança constitucional é intensa. Conservadores e trabalhistas tem um consenso sobre a realização do referendo. As recentes devoluções de terras feita pelo governo é uma prova disso como o campo de testes nucleares de Maralinga. Isto seria inimaginável há 50 anos atrás. Mas os establishment australiano foi capaz de entender os anseios desta população. Os jovens estudantes do Freedom Ride foram importantes para que essa mudança foi tão importante para os aborígines.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s