Obama vai a Índia

Nessa semana, o presidente americano Barack Obama visitou a Índia. Ele se encontrou com o primeiro-ministro indiano Narendra Modi e foi o principal convidado do desfile militar que celebra o dia da república, quando entrou em vigor a constituição de 1950. Está foi a segunda visita de Obama ao país no seu mandato presidencial.  Isso reafirma o prestígio que o país asiático tem com a superpotência como os Estados Unidos. Modi e Obama ratificaram um acordo de cooperação na área da energia nuclear.

A visita de Obama mostra um prestígio que a maior democracia do mundo tem com a superpotência do planeta. O acordo nuclear que permite a instalação de usinas nucleares na Índia vai ajudar o país de vive com constantes blecautes e apagões em vários regiões do subcontinente indiano. Os Estados Unidos encontraram um aliado na região asiática que possa fazer frente a China, que está diminuindo o seu ritmo de crescimento econômico. A Índia pode ultrapassar a China na questão da economia nos próximos anos.

Tudo por causa da agenda pró-mercado assumida por Modi. O primeiro-ministro indiano tem defendido uma ampla abertura da economia para o capital privado e estrangeiro. O país vive o problema do baixo crescimento para um país de dimensões continentais. O acordo americano na área de defesa permite que os indianos tenham acesso a tecnologia americana para não depender do tradicional fornecimento bélico russo, que trouxe dores de cabeça para o governo de New Delhi.

Além da liberdade que deu ao presidente do Banco Central e para o ministro das finanças. Modi quer dinamizar a Índia. Mas pode enfrentar resistência de setores como a agricultura por exemplo. Obama conseguiu estreitar as relações com um mercado atrativo. Hollywood quer exportar seus filmes para um território dominado por Bollywood e seus musicais dançantes. No ano passado, Modi fez uma visita aos Estados Unidos que empolgou a comunidade indiana radicada no país.

A surpresa de todos foi ver Modi falando um inglês perfeito. O premiê sempre se expressou em hindi. Mas a nova face da Índia mostra que todos querem fazer concessões para ser aceitos em um mundo globalizado. A Índia passou de um spa espiritual para ocidentais para um mercado pujante e atrativo para aqueles que querem investir no país. A abertura econômica prometida por Modi pode ser uma grande jogada para o futuro da nação. Os Estados Unidos querem participar disso com os novos amigos indianos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s