O mito Churchill – parte 1

Winston Churchill é um nome de um ser que significou a história do Reino Unido no século 20. Enquanto era um almirante e um político controverso. Ele era considerado um gênio das palavras e um excelente orador com uma retórica nunca antes vista na língua inglesa. O Homo Causticus vai publicar uma série de 4 textos contando e analisando o legado do premiê conservador que norteou o mundo em um momento de grande perigo para a humanidade como a segunda guerra mundial até a sua morte em 1965.

Winston Churchill nasceu em 1874. Filho do lord Randolph Churchill. Winston ingressou no exército britânico e participou na guerra do Bôeres, onde o império teve que enfrentar uma revolta organizada pelos africâneres na África do Sul em 1902. Com a eclosão da primeira guerra mundial em 1914, Churchill serviu tanto como correspondente quanto como oficial da marinha britânica. Mas o revés da batalha de Galipoli, onde as tropas da comunidade britânica foram derrotadas pelo império otomano em 1916.

Churchill tinha uma convicção própria que o Reino Unido deveria ter submarinos como os alemães tinham. Mas nunca foi ouvido. Então, ele entrou na política pelo partido liberal. Em 1924, Winston se tornou Chancellor of the Exchequer, onde controlou as finanças britânicas. Em 1927, Churchill se tornou o ministro das colônias, mas até hoje sua atuação é contestada por não criar um estado para a minoria curda, o Curdistão na região que é hoje o Oriente Médio. Está é uma das controvérsias de seu trabalho.

Quando perdeu as eleições de 1929, Churchill passou um tempo fora da política. Mas o governo britânico enfrentava uma insurreição na Índia. O ativista Mahatma Gandhi queria que o território indiano tivesse autonomia de Londres. Churchill rejeitava a idéia e fez uma campanha com textos críticos ao parlamento por adotar tal decisão. Quando voltou a Westminster em 1934. Fez duras críticas a atuação do governo trabalhista de Ramsay MacDonald. Mas ele tinha outra preocupação: o nazismo.

Churchill viu que a Alemanha estava de volta a sua ambição imperial por meio de uma ideologia estúpida chamada nazismo e defendida ferrenhamente por Adolf Hitler. Em 1934, Churchill tinha alertado sobre o poderio militar nazista. Mas o Reino Unido vivia uma crise constitucional com a decisão do rei Edward 8º de se casar com uma mulher divorciada, a americana Wallis Simpson. O novo monarca decidiu abdicar ao trono. Churchill defendeu o rei, mas foi em vão. Mas sua preocupação com o nazismo daria novos rumos para ele.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s