The Interview

The Interview é uma comédia onde dois jornalistas tramam a morte do ditador norte-coreano Kim Jong-Un a pedido da CIA. Tal lançamento deste blockbuster foi cancelado por temores de mais ataques de hackers contra a produtora da película, a Sony Pictures. Tanto que deram uma amostra de seu poder ao revelar emails secretos que contam os bastidores da companhia. Por temores de novas ofensivas cibernéticas, a Sony tomou está decisão controversa e que foi criticada pelo presidente americano Barack Obama classificou isso como um erro.

Vivemos em uma era onde os computadores dominam as nossas vidas. Mas a decisão da Sony de não permitir o lançamento deste blockbuster mostra o medo da companhia. A empresa viveu o mesmo pesadelo anos atrás quando hackers invadiram o sistema de computadores do console de games PlayStation 3. Isso causou uma enorme dor de cabeça para a mesma. Com este trauma cibernético, a gigante japonesa decidiu cancelar a estreia de A Entrevista (o título do filme em português) por tempo indeterminado.

Quando vi o trailer de The Interview, o filme não justificava está censura transnacional. O FBI acusa a Coreia do Norte de atacar os computadores da Sony. As ameaças de novos ataques quando o filme fosse lançado em escala mundial fizeram os executivos da Sony pensar duas vezes. Agora, temos um monte de críticos de cinema se gabando de ver um filme proibido. The Interview pode ser considerado uma peça cult por ser censurado por uma ditadura como a norte-coreana por insultar seu líder adorado.

Não é a primeira vez que isso acontece. O filme Clockwork Orange (ou Laranja Mecânica) foi censurado pelo próprio diretor britânico Stanley Kubrick por considerar ser muito ofensivo e por ser uma distopia chocante. O filme foi lançado em 1971 no mundo todo menos em ditaduras como o Brasil do militares e países democráticos como o Reino Unido, que ficou proibido de ser exibido por 27 anos. A película só foi apreciada quando Kubrick morreu em 1999. Mas o culto a tal obra cinematográfica continuou por décadas.

The Interview pode ser considerado um cult por irritar um ditador conhecido por suas excentricidades. O devotado povo norte-coreano deve está comemorando o feito internacional de privar os americanos e o mundo (incluindo este que vos escreve) de ter boas risadas sobre a caricatura de um tirano. Mas os trailers do filme pode ser uma amostra do que perdemos em relação a uma boa comédia sobre o autoritarismo e seu micos. The Interview pode ter sido censurado, mas o planeta gostou do filme.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s