Quantitative Easing

Quando uma economia está se recuperando de uma grave crise. Todos os mecanismos econômicos como programas de estímulo ou medidas de austeridade são revogadas paulatinamente para evitar uma recaída. Hoje, o Federal Reserve (o banco central dos Estados Unidos) anunciou o fim do Quantitative Easing por causa da baixa inflação e do aumento de oferta de emprego. Isto é um sinal de recuperação econômica do país após a quebra do banco de investimentos Lehman Brothers em 2008.

Os Estados Unidos estão em um ritmo crescimento baixo em um mundo onde as economias estão crescendo de forma decepcionante. As previsões do Fundo Monetário Internacional para a economia mundial é sinal do pessimismo com os países tendo que lidar com a recessão e a inflação ao mesmo tempo. A exceção é o Reino Unido, que tem adotado uma política de cortes de gastos para diminuir o deficit fiscal herdado da crise econômica de 2008.

O FED adotou a política de estímulos econômicos em 2008 para fortalecer a economia em frangalhos. Neste 6 anos de Quantitative Easing, os Estados Unidos viveu um período de oscilação nos índices de desemprego além de viver uma era de juros baixos como forma de estimular o investimento. O mercado imobiliário e financeiro foram reestruturados para evitar a formação de novas bolhas além da estatização da montadora de carros General Motors.

Neste momento, a economia mundial sofre mais uma ressaca financeira. Os bancos europeus estão frágeis além do baixo crescimento da Eurozona. A China sofre com problemas estruturais para continuar a crescer ao ritmo impressionante da década passada. Índia precisa fazer reformas que fortalecem a abertura econômica prometida pelo primeiro-ministro Narendra Modi enquanto o Brasil precisa recuperar a confiança do investidor após as confusões criadas por medidas populistas adotadas nos últimos anos.

O crescimento econômico dos Estados Unidos vem como forma de consolidar a imagem que a economia é bem conduzida mesmo com as confusões entre democratas e republicanos neste últimos 4 anos. Isso pode favorecer o presidente Barack Obama caso os democratas conquistem a maioria na câmara dos representantes e do senado. Este é um momento onde uma era de crescimento pode fortalecer um país que viveu anos na base do Quantitative Easing.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s