Aparando as arestas

Dilma Rousseff foi reeleita com 51% dos votos. Mas vivemos um país onde analfabetismo político onde os xingamentos são feitos como se fossem argumentos perfeitos. A população quer ser tratada como gente e não como idiotas que mal sabem cuidar de suas próprias vidas. A principal medida que a presidente terá que tomar é como reatar as relações com o mercado financeiro e respeitar as liberdades individuais como forma de conter os radicais.

Uma eleição com o resultado apertado mostra que a população demanda partidos de centro e de direita para representar seus anseios. Mesmo sendo o país da intelectualidade de esquerda. A direita ganha força com a eleição de deputados da bancada evangélica ou representantes do pensamento liberal. O PT deverá ter uma oposição forte e que possa construir um novo projeto de nação para as eleições de 2018 como forma de alternativa ao status quo atual.

Aécio Neves terá que juntar os cacos de uma eleição tão acirrada. O candidato natural a presidente no tucanato será Geraldo Alckmin. Ele terá que governar o estado de São Paulo com uma alta taxa de popularidade para lhe garantir a vaga para eleição de 2018. Os petistas vão clamar pela volta do ex-presidente Lula por não terem um sucessor em mente. Poderemos ter uma corrida eleitoral mais longa da história diante da polarização tucano-petista que continuará firme e forte no próximo mandato.

A terceira via representada por Marina Silva vai ter que ser criada ás margens da polarização. O partido que ela deseja criar, a Rede, vai ter que esforçar para ser registrado no TSE. O tribunal pensa em medidas para padronizar os métodos usados pelos institutos de pesquisa para ter uma melhor análise. Isso não se resolve por decisão judicial, mas sim com a maior transparência dos mesmos quando realiza uma amostragem de disputa presidencial.

Todos os analistas políticos que li defendem uma reforma política para diminuir o número de partidos, ter um campanha eleitoral transparente e se possível; debates que tenha a discussão de ideias como a essência da disputa. Mas o nosso país sofre do analfabetismo político como foi citado no blog abecedário; do site do jornal Folha de S. Paulo. A população, instituições e afins devem forçar este aparar de arestas por um Brasil melhor que PT e PSDB não sabem fazer direito.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s